quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Exposição de Totonho Laprovitera - 25/10 a 28/10

 
 
Prezado(a) amigo(a),
 
Quero compartilhar com você a minha alegria pela realização de minha exposição individual GESTUAL, a ser realizada de 25 (vernissage às 20h) à 28/10/2012, no Piano Bar do Ideal Clube (Avenida Monsenhor Tabosa, 1381), Meireles, Fortaleza, Ceará, Brasil.
Conto com a sua presença e, desde já, obrigado por acreditar em meus sonhos!
Abraço,
Totonho Laprovitera
 
Gestual
Sem planos prévios, Totonho Laprovitera revela em cada pincelada a concepção de uma pintura minimalista e ágil, onde o seu gestualismo compõe a abstração com a interferência do desenho figurativo.
-o-
Totonho Laprovitera (1957) fez-se notar nas artes visuais desde 1974, quando participou de sua primeira exposição na Casa de Cultura Raimundo Cela, em Fortaleza-CE.
No início de sua trajetória tomou parte de prestigiadas exposições coletivas. Ilustrou importantes publicações literárias na imprensa nordestina. Em 1977 como aluno do Curso de Arquitetura e Urbanismo foi bolsista por quatro anos da Bolsa/Trabalho/Arte da Funarte/UFC. No circuito artístico universitário, recebeu seu primeiro prêmio em salão e realizou sua primeira exposição individual.
Após 1982 desenvolveu-se na técnica da pintura e desde então vem realizando exposições individualmente ou em parceria pelo Brasil. Em 2001 realizou, a convite da Embaixada do Brasil na França, a exposição individual Laprovitera à Paris, no Espaço Cultural Jorge Amado. Em 2005 conquistou o primeiro prêmio da XIII Unifor Plástica 2005, na Universidade de Fortaleza, na categoria gravura. Em 2006 foi homenageado pelo Centro Cultural Oboé, como um dos artistas que mais se destacou nas Artes Plásticas do Ceará, em 2005, realizou a exposição individual Laprovitera em Lisboa, na Casa da América Latina e representou o Ceará na coletiva Artistas Brasileiros 2006, no Salão Negro do Senado Federal, em Brasília.
Cearense de Fortaleza, Laprovitera é artista plástico e arquiteto.
=o=
CURRÍCULO
· Principais Exposições Individuais
1. Totonho Laprovitera Expõe, Curso de Arquitetura e Urbanismo da UFC - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-CE, 1980;
2. A Cidade como Extensão do Corpo, Avenida Beira Mar, Fortaleza-CE, 1982;
3. O Inconsciente Revisitado, Salão de Atos da Universidade Estadual do Vale do Acaraú, Sobral-CE, 1993;
4. Arte! Arte em Minhas Teias... Arde em Minhas Veias..., Portobello Shop, Fortaleza-CE, 2000;
5. Laprovitera à Paris, Ambassade du Brésil, Espace Culturel Jorge Amado, Paris, França, 2001;
6. Laprovitera em Lisboa, Casa da América Latina, Lisboa, Portugal, 2006;
7. Musas, Ideal Clube, Fortaleza-CE, 2006;
8. Laprovitera em Guaramiranga, Villa Lautrec Restaurant, Guaramiranga-CE, 2007;
9. Cangaço, Universidade de Fortaleza, Fortaleza-CE, 2007;
10. Amigos, Teatro Gustavo Leite, Centro Cultural e de Exposições de Maceió, Maceió-AL, 2007;
11. Vitae, sede do Tribunal Regional do Trabalho do Ceará e Fórum Autran Nunes, Fortaleza-CE, 2010.
· Principais Exposições Coletivas
1. Coletiva de Artistas Cearenses, Casa de Cultura Raimundo Cela, Fortaleza-CE, 1974;
2. Unifor Plástica 74, Universidade de Fortaleza, Fortaleza-CE, 1974;
3. Massafeira Livre, Theatro José de Alencar, Fortaleza-CE, 1979;
4. 3o. Salão Universitário Cearense de Artes Plásticas, Museu de Arte da UFC - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-CE (2o. Prêmio), 1981;
5. 44o. Salão De Abril - 50 Anos, Museu de Arte da UFC, Fortaleza-CE, 1992;
6. Arquitetos - Artistas Plásticos - XIV Congresso Brasileiro de Arquitetos, IBEU-CE Art Gallery, Fortaleza-CE, 1994;
7. 4 Artistas Cearenses - Raimundo Fagner, Ricardo Bezerra, Wiron Batista e Laprovitera, Fundação Cultural Capitania das Artes, Natal-RN, 1995;
8. 3 Amigos - Raimundo Fagner, Laprovitera e Wiron Batista, Caesar Park Hotel, Museu do Ceará e Galeria Ramos Cotoco, Fortaleza-CE, 1995;
9. Aldemir Martins Convida Raimundo Fagner e Laprovitera, Caesar Park Hotel, Fortaleza-CE, 1997;
10. Raimundo Fagner, Siron Franco, Aldemir Martins e Laprovitera, Espaço Cultural da Câmara dos Deputados, Brasília-DF, 1997;
11. Ceará à Mão Livre, Iphan - Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Fortaleza-CE, 1997;
12. Inauguração da Casa da Cultura de Sobral, Canto de Tela - Belchior, Laprovitera, Raimundo Fagner - Homenageiam Raimundo Cela, Sobral-CE, 1998;
13. Minha Amante, Fortaleza - Raimundo Fagner, Sócrates Brasileiro, Tereza Ranier, Totonho Laprovitera e Tullio Santini Júnior, Edifício Fortaleza, Ribeirão Preto-SP, 2004;
14. XIII Unifor Plástica 2005, Universidade de Fortaleza, Fortaleza-CE (1o Prêmio na Categoria Gravura), 2005;
15. Exposição Destaques 2005, Centro Cultural Oboé, Fortaleza-CE, 2006;
16. Artistas Brasileiros 2006, Salão Negro do Senado Federal, Brasília-DF, 2006;
17. Intercomunicar-se, Galeria Vicente Leite, Fortaleza-CE, 2007;
18. XIV Unifor Plástica 2007, Fortaleza-CE, 2007;
19. Leilão da campanha Amigos em Ação 2008, Gran Marquise Hotel, Fortaleza-CE, 2008;
20. Leilão da campanha Amigos em Ação 2009, Gran Marquise Hotel, Fortaleza-CE, 2009;
21. Copa com Arte, Galeria Vicente Leite, Fortaleza-CE, 2010;
22. Ceará em Cor – Exposição de Artes Plásticas, espaço cultural da Casa Cor Ceará 2010, Fortaleza-CE, 2010;
23. Coletiva da campanha Amigos em Ação 2010, Galeria Casa D’Arte, Fortaleza-CE, 2010;
24. Leilão da campanha Amigos em Ação 2010, Gran Marquise Hotel, Fortaleza-CE, 2011.
· Principais Inclusões em Acervos
1. Aeroporto Internacional Pinto Martins, Fortaleza-CE;
2. Assembléia Legislativa do Estado do Ceará, Fortaleza-CE;
3. Câmara dos Deputados, Brasília-DF;
4. Casa da América Latina, Lisboa-Portugal;
5. Prefeitura Municipal de Sobral, Sobral-CE;
6. BP - British Petroleum, Rio de Janeiro-RJ;
7. Framtids Jordem, Estocolmo-Suécia;
8. Secretaria da Fazenda do Estado do Ceará, Fortaleza-CE;
9. Tribunal de Contas do Estado do Ceará, Fortaleza-CE;
10. Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-CE;
11. Universidade de Fortaleza, Fortaleza-CE.
· Principais participações em publicações literárias
1. Ilustra o livro Carne de Pescoço de Zé Ramalho, Rio de Janeiro-RJ, 1982;
2. Cria a capa do livro Amálgama, de Aila Sampaio, Fortaleza-CE, 1991;
3. Publica, cria capa e ilustra seu livro Valder Césio - histórias de um boêmio, Fortaleza-CE, 1995;
4. Cria a capa do livro Vitral com Pássaros de Luciano Maia, Fortaleza-CE, 2002;
5. Cria a capa do livro Conto Maior, Melhor, de João Germano Ponte, Recife-PE, 2007;
6. Cria a capa do livro Os Fantásticos Mistérios de Lygia, de Aíla Sampaio, Fortaleza-CE, 2009;
7. Cria a capa do livro Distorções do Poder, de Djalma Pinto, Rio de Janeiro-RJ, 2011;
8. Cria a capa do livro O Despertar do Equilíbrio, de Renata Passos, Fortaleza-CE, 2011.
· Diversos
1. Participa do Programa Bolsa-Trabalho/Arte da UFC - Funarte - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-CE, 1979/1982.
2. Conclui o Curso de Arquitetura e Urbanismo da UFC - Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-CE, 1983;
3. Cria escultura em concreto situada no Centro de Esportes e Lazer César Cals Neto, Bosque Eudoro Corrêa, Fortaleza-CE, 1984;
4. Participa de painel na Assembléia Legislativa do Estado do Ceará, Fortaleza-CE, 1997;
5. É citado no CD-Rom Multimídia Aldemir Martins, Vida e Obra, Fortaleza-CE, 1998;
6. Participa de painel no Aeroporto Internacional Pinto Martins, Fortaleza-CE, 1998;
7. É citado no site do Centro Cultural Itaú, 1999;
8. Participa de painel para a Santa Casa de Misericórdia de Fortaleza, Fortaleza-CE, 1999;
9. Ministra o Curso Oficina de Pintura "Dendê: quem te viu, quem te vê", Universidade de Fortaleza, Fortaleza-CE, 2006;
10. Inaugura o projeto cultural “Donna da arte”, com painel artístico reproduzido de pintura e texto de sua autoria. Fachada do Donna Pasta & Chopp, Fortaleza-CE, 2008.
· Na música
Ao desenhar, pintar e conceber seus poemas habitualmente ouvindo música, Totonho Laprovitera sempre esteve a um passo da composição de letras.
Como letrista participou dos seguintes CDs, com as respectivas parcerias: Beira do Mundo, Chico Pio (Solitudine e Beira do mundo, com Chico Pio, e Estradas, com Manassés de Sousa e Herlon Robson); Zivaldo Canta, Zivaldo Maia (Violando, com Zivaldo Maia); Ceará, Grandes Intérpretes e Compositores, CD+ (Solitudine, com Chico Pio); Toques e Temas, Grandes Nomes da Musica Cearense, Modo Maior (Solitudine, com Chico Pio); Pão, de Wagner Castro (Me liga e Outro Bem, com Wagner Castro; Canções, Nonato Luiz (Enfim perto de mim, com Nonato Luiz e interpretada por Ednardo); Cais Bar, 18 anos de praia, Joaquim Ernesto (O Biriteiro, com Joaquim Ernesto e Pardal); e Chico Pessoa, Chico Pessoa (Solitudine, com Chico Pio); Amigos, Gaubi Vaz (Cena de novela, com Amaro Penna).
· No teatro
Participou como ator da encenação da Paixão de Cristo, da Comédia Cearense, no Centro Cultural Dragão do Mar, em Fortaleza-CE, 2012
· Comentários sobre o artista
“Os desenhos de Totonho Laprovitera representam um grito em favor da humanização da cidade – já que as cidades, como as pessoas, tem um corpo cuja beleza depende exclusivamente dos cuidados e do carinho dos que a administram e dos que a habitam.” Fran Martins, escritor.

“Os desenhos do Totonho são traços limpos. Estão ligados à palavra, à poesia, ao pensamento poético que existe em todo artista romântico. O coração das formas bate seu surdo rio na sensível corredeira de Totonho. O homem que vestiu meus versos no livro Carne de Pescoço. Obrigado, companheiro, o umbigo ficará.” Zé Ramalho, cantor e compositor.

"Totonho Laprovitera é o que se pode chamar de um artista múltiplo. Com sua profissão de origem, a arquitetura, sempre procurou fugir do lugar comum dando um toque especial a seus projetos. Com dois livros escritos na tradição do humor cearense encontrou eco entre seus pares onde é presença constante de alto astral e caráter. Parceiro de alguns dos grandes músicos cearenses tem marcado presença na arte de compor. Como artista plástico tem se qualificado em dar cores e vida a seus temas preferidos, principalmente ao que se refere ao universo nordestino..." Raimundo Fagner, cantor, compositor e artista plástico.
"... Totonho Laprovitera, pintor que revela seu universo através de intensa luminosidade, cores distribuídas com raro equilíbrio - definindo os espaços e estabelecendo sua distribuição nas superfícies do quadro - possuidor de um traço dramaticamente dinâmico, suporte preciso à audácia da criação que - mesmo em sua universalidade - mantém-se aderente a uma nordestinidade que não se revela apenas em alguns temas descritivos, mas estabelece uma realidade plástica e poética, feita de infinitas sugestões, a partir da exuberância cromática à terna ironia dos títulos das obras, passando pelo equilíbrio dos volumes." Franco Jasinello, crítico de arte italiano.
"...É isso aí, acompanho seus trabalhos há bastante tempo, você também é Pessoal do Ceará, sua geração respeita o que estamos realizando e se coloca com criatividade neste meio artístico com sutileza e arte..." Ednardo, cantor e compositor.
“...cearense de Tortora, calabrese alencarino, artista de fina sensibilidade, sonhador e grande amigo. E, às vezes, mais sério do que podemos imaginar... Excelente narrador, Totonho Laprovitera vem tornando-se um cronista da vida boêmia de Fortaleza. Isto vai repercutir depois!" Luciano Maia, escritor e membro da Academia Cearense de Letras.
“... Laprovitera aponta o realce da expressão do seu fazer artístico acompanhado de gestos rápidos, precisos e adequados à idéia ou sentimento que exprime...” Manuela Palacios, crítica de arte espanhola.
“... Ave Totonho Laprovitera! A graça é possível, a vida pode ser um sonho, pois, o conhecimento, força maior da alegria, milita contra o niilismo e em favor da arte. Só a alegria é revolucionária! Sua arte é alegre, destila vontade de potência, quebra as arestas do mesmo, insere a estética nas artérias do corpo e do gozo.” Daniel Lins, filósofo e sociólogo.
“... Conhecido como um artista multifacetado, misto de arquiteto, compositor, escritor e pintor, ele surpreende ao mostrar-se pesquisador cuidadoso e atento...” Aila Sampaio, escritora.

Nenhum comentário:

Vídeo de Zeca Zines no You Tube - Sensacional!