quarta-feira, 13 de abril de 2011

Luisinho Magalhães-Entrevista



Luisinho Magalhães começou na música no meio dos anos 60. Estudava no Colégio da Piedade, onde Fagner também estudou e foi lá que ele formou o grupo “Os Faraós” que ensaiava no auditório da escola. Até hoje Luisinho está na música, com o grupo Luisinho Magalhães e Banda, mas vamos deixar que ele mesmo nos conte sua estória.

1-Luisinho, grande prazer ter você aqui no blog. Colégio Piedade, Fortaleza dos anos 60- Você e Fagner na mesma escola. A música mexendo com os jovens. A influência da Jovem Guarda e dos grupos estrangeiros, em especial os Beatles. Fale-nos sobre como tudo começou.

R. O Colégio Piedade como vc cita era um anexo do Liceu chamado: João Hipólito de Azevedo e Sá, anexo Piedade integrado ao Colégio Salesiano Dom Bosco. Na época, meu irmão Vicente tocava nos "The Dangerous", que começou no colégio João Pontes e que depois mudaram o nome para "Os Quem?" e Sebastião(outro irmão) fazia parte do conjunto "Os Besouros". Ele era o solista e na época recebeu uma carta do conjunto já famoso do sul chamado "The Pop's": um convite para se integrar ao grupo.
Eu resolvi criar no colégio o grupo "Os Faraós" com uma formação baseado nos Beatles: como éramos todos adolescentes, sem muita experiência, convidamos meu irmão Sebastião que já tinha muito conhecimento, para produção, e ele veio como baixista do grupo até formarmos um baixista do nosso naipe "adolescente". Houve então um avanço e "Os Farós" decolou nos shows do colégio se expandindo para outros colégios da cidade, pois ainda não éramos profissionais...

2-Porque Fagner não participou dos Faraós e sim decidiu criar seu próprio grupo – Os Magnatas – depois rebatizado de “Os Rebeldes”?

R- No colégio tinha um irmão leigo chamado Seu Francisco, tomava conta do equipamento e tinha um carinho muito grande por nós. Ele me falou sobre o Fagner, e queria que eu arranjasse uma vaga nos Faraós para ele. Como nossa formação baseada nos Beatles não comportava mais de duas guitarra, pois ele seria a terceira, foi então que eu disse ao seu Francisco para formar uma nova banda e o próprio Fagner escolheria seus componentes, ensaiando no nosso equipamento sem problemas, e eu os ajudaria no que fosse preciso, dai, surgiu "Os Magnatas"... tempo bom!

3-No final dos anos 60 e início da década de 70 você chegou a participar de festivais de música. Como foi a experiência ?

R- Defendi num festival realizado no Náutico uma música do Pitty Mello que se chama "Terceiro mundo" . Ficamos nos primeiros lugares.

4-Com o término dos Faraós você ficou um tempo afastado da música, mas ela acabou falando mais alto e você voltou a formar uma Banda com o objetivo de animar festas. Como foi este processo ?

R- Fiquei afastado durante o período em que fui bancário e que durou 10 anos, logo em seguida voltei a cantar em barzinho-voz e violão, dai houve um crescimento musical até formar uma banda com 13 integrantes a "Luisinho Magalhães & Banda".

5-Como você vê a música cearense hoje, em comparação à época em que você começou a tocar, ainda bem jovem ?

R. Infelizmente não está havendo progresso em nossa música... Quando comecei ouvíamos de tudo para sabermos o que nos agradava. Existia forró, samba, reggae, enfim todos os estilos e as rádios tocavam de tudo um pouco. Hoje o que está com a bola toda é o forró, não desmerecendo o estilo, mas o interesse comercial fala bem mais alto para os que estão no comando e estão alienando o nosso povo, e isso é triste pois o dinheiro não é tudo. Temos gente boa, mas os meios de comunicação não tem interesse em divulgá-los ou projetá-los, aí ficamos sem apoio.

6-Apesar do seu trabalho ser mais de interpretar músicas consagradas, de cantores famosos, você também compõe. Fale-nos um pouco sobre o seu lado “compositor”.

R- Fiz alguma coisa autoral, mas as dificuldades, no passado, para se gravar em nossa cidade eram muitas e eu não fui em busca como muitos, resolvi ficar e aqui estou ainda no meu anonimato autoral.

7-Assim como fizeram vários contemporâneos seus, você chegou a pensar em migrar para o sudeste visando tentar uma carreira musical fora do Ceará ?

R- Como falei na resposta anterior, não tive essa garra, pois aos 22 anos resolvi me casar e aí tudo mudou, constituir família, obrigações, responsabilidades etc.

8-Fale-nos um pouco sobre a “Luisinho Magalhães e Banda”, seu trabalho atual.

R- A banda é uma orquestra de baile, tocando todos os estilos, com interpretações maravilhosas, tocamos em grandes eventos e já existe algum material na rede...Youtube, facebook etc

Para conhecer mais visite o site: http://www.luisinho.com.br

2 comentários:

André Fialho disse...

Existe algum registro fonográfico dessas bandas cearenses de iê-iê-iê? Só conheço o primeiro LP do Brasa Seis, de 1968. Por favor, me informe caso conheça outros.

E, aliás, a banda "Os Quem" do irmão do Luisinho tocou em que período, exatamente? Não consigo deixar de pensar na mínima possibilidade de haver alguma alusão ao The Who (apesar de eu achar muito difícil)

Klaudia Alvarez disse...

Olá André,

Pelo que o Luisinho me informou não há registro em disco, apenas algumas gravações caseiras.

"Os Quem" foi realmente inspirado no "The Who". Eles atuaram de 1966 a 1969.

Vídeo de Zeca Zines no You Tube - Sensacional!