sábado, 18 de dezembro de 2010

Show de Fagner - Theatro José de Alencar


Reproduzo, abaixo, texto de Juracy Mendonça, publicado no seu blog:

"Raimundo Fagner correspondeu plenamente às expectativas do público que esteve ontem à noite em frente ao Theatro José de Alencar para vê-lo cantando músicas que marcam sua longa trajetória artística. Eu e Marinete chegamos à praça por volta das 18h30m, objetivando ficar bem perto do palco. Deu certo. Respeite o aparato tecnológico montado para o show, principalmente porque seria transmitido ao vivo por duas emissoras de televisão (TV Diário e TV Ceará). Fagner apareceu no palco exatamente às 20h10m, cantando a música "Fortaleza", que ele e Fausto Nilo fizeram em homenagem ao transcurso dos 280 anos da capital cearense. Depois vieram "Mucuripe", "Canteiros", "Deslizes", "Revelação", "Noturno", "Eternas Ondas", "Pedras que cantam" e tantas outras. Quando cantou as primeiras palavras de "Guerreiro Menino", ele apontou o dedo na direção do governador Cid Gomes, que estava na primeira fila da plateia. Fagner me surpreendeu ao colocar no repertório a belíssima "Chorando e Cantando", do Geraldo Azevedo. Foi a primeira vez que o vi cantando essa música. O momento de maior emoção para mim foi quando ele interpretou, quase à capela, a emblemática "Vaca Estrela, Boi Fubá", do mestre Patativa do Assaré. Destaque também para o encerramento, com a música "Então é Natal", que foi acompanhada de uma saraivada de fogos. A banda, como sempre, era composta de músicos tarimbados, com destaque para o cearense Cristiano Pinho (guitarra solo). Voltei para casa feliz da vida e imaginando que um dia ainda vou ver o meu filho Thiago tocando teclados na banda do Fagner. Quem sabe, né? "

Publicado no blog Textu@l... em 16/12/2010

Um comentário:

Vídeo de Zeca Zines no You Tube - Sensacional!