quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Loas, Sambas e Batuques - 20/11

Loas, Sambas e Batuques unem Ceará e África no Dragão

Dragão do Mar Comemora Dia da Consciência Negra com Calé Alencar, No Djunta Mon e Maracatu Nação Fortaleza

O cantor e compositor cearense Calé Alencar, o grupo de artes africanas No Djunta Mon e o Maracatu Nação Fortaleza dão o tom das comemorações do Dia Nacional da Consciência Negra no Centro Dragão do Mar de Arte & Cultura.

Neste sábado, 20 de novembro, a partir das 19 horas, o palco do Espaço Rogaciano Leite Filho recebe loas, sambas e batuques em louvor à Zumbi e à cultura afro brasileira apresentando espetáculos referenciais da musicalidade de origem africana e sua influência na formação cultural do povo cearense.

Calé Alencar, cantor, compositor e produtor musical com uma sólida carreira de mais de 30 anos de atuação no ambiente artístico, faz uma síntese de sua participação durante ininterruptos 15 anos no carnaval de rua da capital cearense, mostrando loas de sua autoria, incluídas no disco mais recente, 15 Anos 15 Loas +1 Hino, e também sambas e batuques de outros autores como Jorge Benjor, Sérgio Sampaio, Gilberto Gil e Evaldo Gouveia. Em primeira mão, Calé Alencar irá apresentar sua mais recente criação, Iansamba, cantada em iorubá, a partir de versos entoados nos rituais de candomblé.

No Djunta Mon (Vamos Unir as Mãos), é um grupo de artes africanas, formado na Faculdade Terra Nordeste, campus de Caucaia, que realiza atividades artísticas, sociais e científicas, exclusivamente com alunos africanos residentes em Caucaia e integrantes da Faculdade. Seu objetivo maior é colaborar para a inclusão social de africanos, vítimas de preconceito racial, bem como divulgar a cultura e a arte africanas no Brasil, bem como associar tais atividades à produção científica.

Fechando a noite, sobe ao palco o Maracatu Nação Fortaleza, com seu cortejo característico reunindo brincantes de várias gerações, com destaque para o núcleo infantil. Duas vezes vice-campeão no desfile carnavalesco, o Maracatu Nação Fortaleza estreou no carnaval de rua em 2005 e lançou este ano o primeiro CD, É de Bambaliê, com apoio do Ministério da Cultura, da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará e do BNB.

Durante os meses de julho e agosto deste ano o Maracatu Nação Fortaleza visitou sete municípios da região metropolitana, levando seu figural para apresentações em aldeias indígenas e remanescentes quilombolas através do projeto Maracatu Nação na Grande Fortaleza. Ao final do cortejo em comemoração ao Dia Nacional da Consciência Negra, o Maracatu Nação Fortaleza promoverá a tradicional coroação da rainha, momento para reverenciar arte, cultura e história de matriz africana entre loas e batuques.

Serviço:
Comemoração do Dia Nacional da Consciência Negra
Calé Alencar, No Djunta Mon e Maracatu Nação Fortaleza
Espaço Rogaciano Leite Filho – Centro Dragão do Mar de Arte & Cultura
20/11 (sábado), 19 horas

Entrevistas e informes adicionais:

Calé Alencar calealencar@terra.com.br
Kaelly Virgínia kaellyvirginia@yahoo.com.br
Luciana Martins ludimart@yahoo.com.br
Isabel Cristina Fernandes – Diretora de ação cultural CDMAC isabelfernandes@dragaodomar

2 comentários:

Valdemar Barbosa disse...

Oi, tudo bem? Adoro seu blog, visito diariamente. Você tem alguma informação sobre o show do Fagner aqui em Fortaleza dia 27/11? Sei que será um show fechado, mas gostaria de alguma informação para tentar conseguir assistir a esse show. Agradeço desde já!

Klaudia Alvarez disse...

Olá Valdemar,

Obrigada pela visita. Tb não recebi nenhuma info sobre esse show. Parece que está fechado mesmo, em todos os sentidos!

Vídeo de Zeca Zines no You Tube - Sensacional!