domingo, 20 de junho de 2010

Paulo Abel


Cearense, de origem humilde, Paulo Abel, com sua voz única, conquistou e encantou o fechado mundo da ópera. Dotado de forte personalidade, venceu obstáculos e incompreensões, transpondo com o seu canto, os limites impostos por sua condição de menino pobre. Polêmico, irreverente, humano sempre, Paulo Abel, sob as suas múltiplas facetas, sempre foi ele mesmo, o dono da voz.

CRONOLOGIA

- 1957 – Nasce no dia 13 de janeiro, Paulo Abel do Nascimento. Filho de dona Raimunda Martins do Nascimento e do senhor João Batista do Nascimento.
- 1969 – Com 12 anos de idade é musicalmente iniciado pelo filósofo e violonista João Lima. No mesmo ano, trava contato com o seu primeiro mentor Raimundo Nonato Ferreira Lima.
- 1974 – Com 17 anos de idade, é admitido no Curso de Turismo da Escola Técnica Federal do Ceará.
- 1976 – Contando com o apoio da professora Laysce Bonfim Maciel, assume oficialmente o Coral da Escola Técnica Federal e, assim, inicia a sua vida como “músico profissional”. No mesmo ano conhece a musicóloga Cleofe Person de Matos que o orienta a estudar no Sul do País.
- 1978 – Após incidente no Festival de Campos do Jordão do qual Paulo Abel do Nascimento foi expulso, o cantor se transfere para Florença-Itália onde dá continuidade a seus estudos.
- 1981 – Cantando na RTBF – Rádio e Televisão Franco-Belga, Paulo Abel do Nascimento estréia profissionalmente na Europa.
- 1985 – No palco do Theatro José de Alencar, aos 22 dias do mês de agosto, faz o seu primeiro recital em sua terra natal após os anos de estudo na Europa. No mesmo ano deu-se o início ao Projeto Ópera, uma idéia do cantor apoiada fortemente pela Universidade Federal do Ceará. Nas comemorações do Natal na UFC, canta na Concha Acústica trechos da Cantata No. 1 do Natal Cearense.
- 1986 – Cantando no Lake Placid Center of Arts, Abel faz a sua estréia nos Estados Unidos da América no dia 22 de agosto. Aparece como destaque na capa da revista “Musique & Concerts”.
- 1987 – Abre, em Paris, o Ano Internacional Villa-Lobos. No Brasil, antes de vir a Fortaleza, canta na Sala Martins Pena e no Memorial JK em Brasília. Rege no Centro de Convenções de Fortaleza a apresentação da cena 4 da obra operística “Moacir das Sete Morte ou a Vida Desinfeliz de um Cabra da Peste”.
- 1988 – Em Hollywood participa do filme “Ligações perigosas”. No mesmo ano, após lançar na França o seu primeiro CD com as cantatas e sonatas de Alessandro e Domenico Scarlatti, o cantor se apresenta como convidado de honra no Festival de Campos do Jordão.
- 1989 – Cantando o “Stabat Mater”, de Antônio Vivaldi, participa do grande evento promovido pela Unesco: “Les Feux De La Musique”. O evento ocorreu na Maison de L’Unesco em Paris, no dia 21 de junho.
- 1990 – Após dois anos de intensa preparação, Paulo Abel grava, na França, o CD com canções populares do Brasil juntamente com o pianista Claude Fondraz. No mesmo ano falece dona Raimunda Martins do Nascimento, mãe do cantor e, com a morte de sua genitora, este entra em estado de profunda depressão.
- 1991 – Canta na reinauguração do Theatro José de Alencar com o Coral do Povo e alguns “coralistas avulsos” de outros corais, o “Magnificat Aleluia”, de Heitor Villa-Lobos. Foi a primeira apresentação desta obra no Ceará.
- 1992 – Aos trinta e cinco anos de idade Paulo Abel do Nascimento morre em Paris, vítima de complicações respiratórias causadas pelo vírus HIV.

Fonte: “Paulo Abel”, de Elvis Matos, Edições Demócrito Rocha, 2003.

Nenhum comentário:

Vídeo de Zeca Zines no You Tube - Sensacional!