domingo, 6 de setembro de 2009

Shows no Centro Cultural do Banco do Nordeste-Fortaleza

A partir do próximo final de semana, de 12 a 30 de setembro, o Centro Cultural do Banco do Nordeste apresenta a III Mostra de Música Independente com grandes artistas cearenses e também de outros estados mostrando seus trabalhos. Vale a pena conferir e não perder a programação, pois está realmente excelente, com músicos/cantores da melhor qualidade.

III Mostra BNB da Canção Brasileira Independente

Aparecida Silvino (CE)
Marcelo Justa & Luciano Sá (CE)
Rogério Franco & Dalwton Moura (CE)
Dia 12, sáb, 15h

O show celebra o encontro entre três vertentes da obra musical, interpretação, melodia e letra. Uma das mais queridas cantoras de Fortaleza, Aparecida Silvino, com os veteranos compositores Marcelo Justa e Rogério Franco, e dois letristas – Luciano Sá e Dalwton Moura – que entendem e tratam a palavra como instrumento musical. 120min.

Fhátima Santos (AL)
Dia 12, sáb, 18h

Alagoana radicada em Fortaleza desde a infância, é uma das cantoras mais apreciadas e requisitadas para shows, festas e eventos. Nesse show, somente músicas inéditas de compositores como Fabíola Líper, André Marinho e Luciano Franco. 60min.

David Duarte (CE)
Dia 12, sáb, 19h30

Um dos compositores mais gravados por artistas locais, sua voz agradabilíssima é companheira constante nas ondas do rádio, pelos sucessos já consagrados “O que eu queria”, “Valeu a pena esperar” e “Serena saudade”. 60min.

Cocokalungo – “Brasilidades...” (PE)
Dia 16, qua, 12h

O Cocokalungo mostra a riqueza percussiva dos batuques brasileiros e suas variações através do Coco, ritmo e dança popular de influência africana, e do Kalungo, tambor oriundo da Nigéria e Gana, também nome de um personagem do imaginário popular. 60min.

Ciribáh Soares (CE)
Dia 16, qua, 17h30

Cantor, compositor e instrumentista, participou de vários grupos musicais. Desde 1995, em carreira solo, já lançou três álbuns e um DVD gravado ao vivo, com direção musical de Tarcísio Sardinha e Manassés de Souza. 60min.

Simone Guimarães & Renato Braz (SP)
Dia 16, qua, 19h

Conterrâneos, eles têm muito em comum. Apesar de urbanos, possuem uma alma brejeira. Sob as influências do Clube da Esquina, aproximaram-se da música mineira, do campo, mas sempre fazendo algo universal. Por isso, ambos tem público cativo no Ceará e por onde passam. As parcerias, a excelência nas composições e a região vocal trabalhada são também outros pontos de encontro. 120min.

Ricardo Black (CE)
Dia 17, qui, 12h

Cantor, apresentador e mestre de cerimônias, a voz forte e marcante é a expressão máxima do seu talento. O show “Sambas Black” visita clássicos não só do samba, mas de bossas e baladas dos melhores compositores brasileiros. 60min.

João Mendes e Retrilhos – “Caminho de rio” (SP)
Dia 17, qui, 17h30

O grupo João Mendes e Retrilhos atua com espetáculos dançantes, poéticos e interativos. O show traça um paralelo com o percurso de um rio desde o seu nascimento, num “crescendo”, vai ganhando força e ritmo à medida que caminha. 60min.

Conjunto Nossa Chama – “Nação Brasil” (SP)
Dia 17, qui, 19h

O grupo incorpora elementos do choro, do samba de roda baiano, do samba carioca e do samba rural característico em São Paulo e Minas Gerais. A sonoridade madura e harmoniosa é fruto dos oito anos de formação. 60min.

Carolina de Oliveira (CE)
Dia 18, sex, 12h

Aos 24 anos, é um dos nomes mais conhecidos do circuito musical dos bares e casas de show de Fortaleza. Apresenta o show Samba & Bossa de Chico Buarque, interpretando clássicos da vasta obra deste grande autor. 60min.

Isaque Galvão – “Matulão” (RN)
Dia 18, sex, 17h30

“Matulão é uma adaptação que poderia ser definida como regional jazz”, afirma Isaque Galvão, sobre a roupagem jazzística dada à obra de Luiz Gonzaga, não apenas no formato, como também pelos arranjos intimistas; contudo, não se afasta da origem tipicamente nordestina. 60min.

Camba (RN)
Dia 18, sex, 19h

Músicos talentosos reunidos para tocar o melhor da música latina, com a execução requintada de ritmos caribenhos e versões “calientes” para grandes sucessos da música brasileira, incluindo um repertório autoral. 60min.

Mafalda Morfina (CE)
Dia 19, sáb, 15h

A banda surgiu marcada pela “ideologia da igualdade”, composta por homens e mulheres. O estilo musical se revelou numa linha do Pop, Rock’n’Roll e das influências de cada um dos integrantes. No CD “Sonhos contrários”, canções que abordam diversos temas. 60min.

Projeto DOX (RJ)
Dia 19, sáb, 16h30

Surge em 2006 como um projeto experimental de Rock Power Pop. As texturas harmônicas revelam o caos e a instantaneidade, típicos do universo urbano. No EP digital “Neurastenia”, propõe “um som quente e analógico, dispondo livremente das possibilidades da manipulação digital”. 60min.

Neo Pi Neo (CE)
Dia 19, sáb, 18h

Cantor, compositor, gaitista, humorista e engenheiro civil, destacou-se com o CD "Os forroleros e bolerangos de Neo Pi Neo", lançado no programa Jô Soares, em 1997. A composição "A Rural", de sua autoria, retrata bem o humor irreverente do seu trabalho. 60min.

Escurinho (PB)
Dia 19, sáb, 19h30

Intérprete performático e “construtor” da nova música paraibana, aplicou com zelo os ensinamentos de Jackson do Pandeiro, Abdias, Marinês e sua Gente e a Orquestra Tabajara. Vai do xote ao reggae, do rock ao baião, dos ritmos afros ao coco de embolada. 60min.

Fernando Rosa (CE)
Dia 23, qua, 12h

Presença marcante em vários festivais no Estado do Ceará e no cenário musical local, o músico, compositor, intérprete e professor, após dois CDs gravados, “Guaramiranga” e “Embornal do Tempo”, antecipa nuances e repertório do terceiro CD. 60min.

Adicima – “Tem um dedo na minha mão?!” (SP)
Dia 23, qua, 17h30

Banda formada em 2005 na cidade de Valinhos (SP), com influências do jazz, samba, rock psicodélico e das músicas regionais e xamânicas, traz o espetáculo “Tem um dedo na minha mão?!”, mostrando quão limitada é a noção musical da sociedade atual. 60min.

Zeppa (RJ)
Dia 23, qua, 19h30

José Paulo de Souza, o Zeppa, dispensa apresentações. É autor, em parceria com Jorge Vercilo dos sucessos “Leve”, “Em órbita” e “Suspense”. Atualmente integra a banda de Luiza Possi. No show, músicas como “Luz Acesa”, “Só vai dar você” e “Incompatibilidade”. 60min.

Lúcio Ricardo (CE)
Dia 24, qui, 12h

A sua performance de palco é capaz de prender a atenção de qualquer público, e a voz vibrante revela a sua emoção de cantar. O show “IÊ, IÊ, IÊ” revive o romantismo e a descontração da Jovem Guarda – de “Negro gato” a “Coração de papel”. 60min.

George Durand (CE)
Dia 24, qui, 16h

Cearense radicado em Brasília desde o início dos anos 1990, prioriza o texto poético, a beleza harmônica e melódica dos arranjos, a interpretação e qualidade das canções. Traz na bagagem os CDs “George Durand”, “Limiar” e “Quatro Elementos”. 60min.

Kleber Albuquerque (SP)
Selmma Carvalho (MG)
Carlos Careqa (SP)
Dia 24, qui, 18h

Vindos de histórias e lugares diferentes, reunidos no mesmo palco para mostrar a versatilidade de cada um – gerando, a partir desse encontro, novas possibilidades musicais. O carisma de Kleber Albuquerque, somado a voz aveludada e vibrante de Selmma Carvalho, com a irreverência bem-humorada de Carlos Careqa, faz do show uma oportunidade ímpar de presenciar a diversidade musical brasileira. 120min.

Marcus Caffé (CE)
Dia 25, sex, 12h

Com mais de 20 anos de profissão, possui timbre raro e técnica vocal apurada. Reconhecidamente, um dos maiores intérpretes no Ceará. No show “Déjà Vu”, reúne músicas de Fausto Nilo, Evaldo Gouveia, Nonato Luiz, Eudes Fraga e Eugênio Leandro. 60min.

Kennedy Costa (PB)
Dia 25, sex, 13h

Contemporâneo de artistas que surgiram na década de 1980, entre eles Escurinho e Milton Dornellas, participa intensamente do movimento musical paraibano. Suas composições cantam o amor e o cotidiano, com uma sonoridade rural que nos remete aos contextos urbanos. 60min.

Lúcia Menezes (CE)
Dia 25, sex, 17h30

Cantora de vários estilos, faz questão de preservar o sotaque cearense, num show que retrata bem a sua bagagem musical. “Pintando e Bordando” tem por base o repertório do CD homônimo, recentemente gravado, estando em lançamento pelo país. 60min.

Vanessa Pinheiro (PA)
Dia 25, sex, 19h

Ela representa a renovação da MPB de qualidade. São dois CDs produzidos por Arthur Maia. Canta e toca violão desde os oito anos. A belíssima voz, afinação e interpretação sublime podem ser conferidas no show e nos registros fonográficos. 60min.

Café do Vento (RN)
Dia 26, sáb, 13h

O som do “Café do Vento” apresenta elementos da tradição popular, associando a influência da música erudita, da interpretação teatral à execução de arranjos percussivos, a partir de instrumentos convencionais ou artesanais criados pelo grupo. 60min.

Quinteto Agreste (CE)
Dia 26, sáb, 18h

O grupo escreveu uma bela história na música do Ceará. Em 1974, nascia livre de rótulos, com amplos horizontes artísticos e forte influência dramática. Após 14 anos de pausa, retornou à cena musical com toda a plenitude e maturidade. 60min.

Xangai (BA)
Cátia de França (PB)
Khrystal (RN)
Dia 26, sáb, 19h30

A música de raiz tem espaço mais que merecido, através dos mestres Xangai e Cátia de França, veteranos parceiros de festivais, shows e gravações desde a era dos saudosos vinis. Neste show, os dois encontram a discípula Khrystal, que honra a tradição sertaneja e os ritmos de raiz, mostrando os diversos sotaques dos cocos e emboladas, em consonância com a produção contemporânea. 120min.

Fulô da Aurora (CE)
Dia 30, qua, 12h

Redescobrir e ressignificar a tradição oral através da música de raiz, vislumbrando visibilidade e continuidade para possibilitar a veiculação nos espaços sociais e de mídia, são elementos trabalhados pelo grupo, buscando parcerias com novos compositores e grandes mestres. 60min.

Taís Guerino (GO)
Dia 30, qua, 18h

Taís começou a cantar aos dez anos e daí em diante foi somando premiações, participações em programas de TV e shows em salas de renome de Goiás. O seu primeiro CD, intitulado “Outra Pessoa”, foi recentemente lançado e está em turnê pelo país. 60min.

Jards Macalé (RJ)
Dia 30, qua, 19h

Atuante nas várias formas de arte, como a música, cinema, poesia, artes plásticas, teatro e televisão, transita entre o erudito e o popular com maestria. Dirigiu e produziu shows de grandes nomes da música brasileira. 60min.

CENTRO CULTURAL BANCO DO NORDESTE - FORTALEZA
Rua Floriano Peixoto, 941 - Centro - Fortaleza - Ceará - CEP: 60025-130
Fone (85) 3464.3108 - Fax (85) 3464.3177

Nenhum comentário:

Vídeo de Zeca Zines no You Tube - Sensacional!