sexta-feira, 11 de setembro de 2009

I Festival Nordestino da Música Popular - 1969


Em 1969, o grupo dos Diários Associados (TV-Tupi no Rio e no Ceará a TV-C canal 2) no Nordeste promoveu o I Festival Nordestino da Música Popular que teve eliminatórias realizadas em Fortaleza, Salvador e Recife. Na capital cearense foram 4 eliminatórias para selecionar uma finalista de cada etapa para representar o Ceará na grande final a ser realizada na capital pernambucana. Inscritos no Festival, os grandes nomes da música cearense da época, como a intérprete Ayla Maria e também novos compositores como Ednardo.

Na última eliminatória foram selecionadas as músicas “Boca de Forno”, de Tânia Cabral, “Bai Bai Baião”, de Rodger Rogério e Dedé Evangelista, “Caminhante”, de Frederico Matos Pereira e “Caminhada”, de Lauro Benevides (que atualmente usa o nome artístico de Lauro Jaya) para representar o Ceará no Festival.
Na finalíssima, realizada em 23 de agosto de 1969, no Recife, a canção de Rodger Rogério conseguiu o 2ª lugar geral do Festival, sendo interpretada por Jorge Telles (que mais tarde também cantaria “Na hora do almoço” junto com Belchior e Jorge Nery no Festival Universitário no Rio de Janeiro, vencido por Belchior).

Um LP foi gravado com as 12 finalistas do I Festival Nordestino e as outras 3 representantes do Ceará estão ali registradas. Com grande repercussão e sendo transmitido pela TV-C, o Festival chamou a atenção do público para os novos compositores que surgiam, em especial Rodger Rogério e Tânia Cabral (que também usou o nome artístico de Tânia Araújo) e que viria a participar, 10 anos depois, da “Massafeira Livre”.

Com o patrocinio dos automóveis “Crysler”, inclusive com anúncio na contra-capa do disco, o LP foi gravado pela histórica gravadora Rozenblit e teve como supervisor geral Antiógenes Tavares, coordenação de Severino Barbosa (ambos da TV Rádio Clube, de Recife) e direção musical do maestro José Menezes. Um disco histórico e fundamental no registro da “Nova Música Popular Cearense”.


I FESTIVAL NORDESTINO DA MÚSICA POPULAR – ROZENBLIT – 1969

Lado A

1- Poema do amor sem luz (Cussy de Almeida/Reinaldo de Oliveira)
1º lugar – Pernambuco – Voz: Expedito Baracho com Coral do Carmo do Recife

2- Bai Bai Baião (Rodger Rogério/Dedé Evangelista) – 2º lugar – Ceará
Voz: Lauro Benevides

3- Moinho de vento (Mário César Nascimento Brito) – 3º lugar – Bahia
Voz : Carlos Gazineo e José Emmanuel

4- Voltei (José Guilherme da Fonte/Antonio Cabral de Melo) - Pernambuco
Voz: José Guilherme, Ricardo Mergulhão, Luis Martinho e Luiz Cardosm Ayres

5- A cigana e o alecrim (Walter Queiroz Júnior) – Bahia
Voz: Walter Queiroz e Conjunto Prefixo 4

6- Menina de trança num dia de sol (Carlos Lacerda/Cid Seixas) – Bahia
Voz: Tema Trio

Lado B

1-Poema do Chapeuzinho Vermelho (Alcyvando Luz/Jairo Simões) – Bahia
Voz: Miramar, Celeste, Atahaulpa

2- Cantata do amor maior (Paulo Fernando Gama/Fernanda Aguiar/Marcus A.)
Pernambuco – Voz: Fernanda Aguiar e Marly Mayer

3- Caminhada (Lauro Benevides) – Ceará
Voz: Lauro Benevides, Conceição Benevides e Regina

4- Boca de Forno (Tânia Barbosa Cabral de Araújo) – Ceará
Voz: Conceição Benevides

5- Caminhante (Frederico Guilherme de Matos Pereira) – Ceará
Voz: Ronaldo

6- Cirandância (Cussy de Almeida/Marcus Accioly) – Pernambuco
Voz: Claudionor Germano e Coral Infantil

2 comentários:

JOSÉ CARLOS DIAS-Músico e Produtor musical. disse...

Convèm salientar que, nas eliminatórias realizadas em Fortaleza, tivemos a participação do Conjunto Musical "Os Cracs" (Caravana Artística Cearense), composto, na maioria por músicos cearenses, dentre os quais NONATO LUIS (Ainda Raimundo Nonato, na guitarra); JOSÉ CARLOS DIAS DE SOUSA (No Baixo Elétrico); Os de saudosa memória PARÁ (Saxofone); Ronaldo Pedrosa (Crooner); Todos sob a coordenação executiva de ANTONIO WAGNER DE PAULA CHAVES.

(Informação de José Carlos Dias de Sousa (Músico) Fone: 85 9636.7576

JOSÉ CARLOS DIAS-Músico e Produtor musical. disse...

Em complemento à minha informação de 06 de novembro de 2009, referente ao Grupo Musical "OS CRACS", acrescento o nome do então tecladista: Professor João Colares Nogueira, hoje residente em São Paulo.

Vídeo de Zeca Zines no You Tube - Sensacional!