segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Nordestinados - A poesia de Marcus Accioly com a música de César Barreto

A poesia do pernambucano Marcus Accioly com a música do cearense César Barreto só podia resultar em um trabalho antológico. “Nordestinados” é o disco que registra esse encontro e ninguém melhor que o próprio poeta Accioly para definir o resultado:

“Nordestinados: a palavra que volta ao canto

A fábula duplicou o espelho da lenda, mais o milagre foi-ou-é possível – dois Sísifos em uma única montanha: o primeiro empurrando a música até o pícaro da palavra e o segundo rolando a palavra até o início da música.
Sirvo-me da estória para contar a história destas doze canções,saídas do espaço-fala que eram em meus livros, para o tempo-canto que aqui-agora, são. Como no dito popular-político – ninguém se perde no caminho da volta – neste subir-descer – tudo se encontra no caminho de volta. O compositor-cantor César Barreto, ao seguir as pegadas da minha poesia, caminhou os passos da própria música e a sua voz, sem ser o eco das minhas palavras, foi o som do seu mesmo assovio. O mundo igual estava dentro dele e o ir-era-voltar às origens-raízes, assim – com as mãos na estrofe (areia-argila) e os pés no verso (barro-batido) – ele re-encontrou o timbre de cada vocábulo: seixos sonoros e aço-de-araponga das vogais-consoantes. O seu ofício foi o in-verso do meu (então sua grandeza é só-sua e não-nossa): da forma que a poesia existe, a música há – cor que se tira da luz.
Somente o Nordeste, com sua realidade mágica, pode explicar tal parceria-afim – do Pernambuco que eu sou, com o cearense que ele é –feita à distância e em reserva, desde 1977, sem qualquer contato, mais que um-meu álbum de poema – Xilografia – gravado por José Costa Leite(xilógrafo do povo e poeta-de-cordel) e, posteriormente, os meus livros – Nordestinados e Sísifo – que o seu cunhado (o também e tão-bem poeta Virgílio Maia) levou do Recife para Fortaleza, até a primeira carta, o primeiro K-7 (agora com sessenta músicas), o primeiro telefonema e o definitivo encontro. Contudo, este trabalho/hoje faz remontar a parcerias anteriores com Cussy de Almeida, Paulo Fernando Gama e Fernanda Aguiar, Genivaldo Rosas, Cláudio Aguiar e Capiba, senão à mais velha de todas as minhas parcerias – com a natureza –(no engenho Laureano, em Aliança, Pernambuco) quando eu tentava colocar letra na música dos rios e dos pássaros.
O neologismo Nordestinado, que inventei no singular (feito rima) e usei no plural (como título) já deixa de ser espécie para tornar-se gênero: nordestinados somos todos nós – nordestinos, brasileiros, latino-americanos – porque este destino de Nordeste é a própria condição de NossAmérica. Aí os “Pablos”om todo este acento andinibérico e alguns ritmos da BahiÁfrica ou modulações indigenas, entre flautas-pífanos, violinos-rabecas, caracaxás-de-bambu, reco-recos de mola, charangos-de-casco-de-tatu, ganzás-de-folha-de-flandre e pandeiros-de-estrelas neste disco.
Casado o texto com o som–nuvem que chove a água – a voz com a própria voz se casa: Fátima Goulart - a luso-cearense bonita até os olhos-azuis – para o contracanto que , como se não bastasse a nossa, ainda mais carrega na saudade portuguesa. Depois o violão –tão-Ceará- de Vicente Menezes (arrastando as areias das cordas de arame) e o grupo pernambucano “Som da Terra”, lembrando o apóstolo João – aquele que vem da terra é da terra e fala da terra – Egildo Vieira, João Lyra, José Carlos, Carlos Alberto (Kayto) e Carlos Xavier (Neném) com os arranjos, instrumentação e vocal – engenho, arte e fôlego – de Nordestinados: a palavra que nasceu do canto, conforme Nelly Novaes Coelho ou, nesta versão, a palavra que volta ao canto: pássaro que regressa ao povo. Eis a borboleta virada em lagartantiga.”

(Marcus Accioly)

O disco foi lançado em 1980, teve produção de Waldemir Farias e contou ainda com as participações de Mariza Johnson no cello e Benjamim Wolkoff no violino.



NORDESTINADOS
A POESIA DE MARCUS ACCIOLY COM MÚSICA DE CÉSAR BARRETO

Lado A

1- Cego Aderaldo (César Barreto/Marcus Accioly)
2- Pedra sobre pedra (César Barreto/Marcus Accioly)
3- Cirandância II (César Barreto/Marcis Accioly)
4- Pablo Neruda (César Barreto/Marcus Accioly)
5- Meninos-caranguejos (César Barreto/Marcus Accioly)
6- Cantomilho (César Barreto/Macus Accioly)

Lado B

1- O sertão (César Barreto/Marcus Accioly)
2- Luadorim (César Barreto/Marcus Accioly)
3- Cantiga do gira-roda (César Barreto/Marcus Accioly)
4- Pablo Casals (César Barreto/Marcus Accioly)
5- Violentamor (César Barreto/Marcus Accioly)
6- Gemedeira (César Barreto/Marcus Accioly)

6 comentários:

Os Romançais disse...

Prezado:

Bom dia. Adorei este post com informações que, para mim ao menos, são muito relevantes por conta dos estudos que faço sobre o Movimento Armorial e seus artistas envolvidos.

Minha questão é: como faço para adquirir este disco ou CD? É possível, de alguma forma?

Ficarei muito grato com qualquer resposta - espero-a o quanto antes.

Um grande abraço e os votos de Paz e Bem.

Hércules Xavier Ferreira

http://poemia.wordpress.com/

Fabíola Soares Souto disse...

Conheci o disco quando era aluna do curso de letras e tive o pzer de ao adqurir o LP, o famoso bolachão, ainda assistir ao show. Infelizmente meu disco que tanto embalou minhas alegrias e algumas poucas tristezas quebrou e queria saber o que faço pra conseguir comprar um cd.

Klaudia Sander Alvarez disse...

Olá Hérculis e Fabíola,

Favor entrar em contato comigo pelo meu email sobre o disco "Nordestinados".

Hérculis, desculpe não ter respondido antes, seu comentário não foi lido por mim , só vi agora quando entrei para responder à Fabíola.

Bj

Hércules Xavier disse...

Prezada:

Desculpe-me a demora! Mas só HOJE, por um total ACASO, li que havia me respondido, sobre o CD Nordestinados com a poesia de Marcus Accioly, pedindo que entrasse em contato contigo por email.

Bem... estou procurando ele, caso não consiga encontrá-lo, aqui vai o meu:

hecorjui@hotmail.com

tenho um blog, mera colagem cultural:

poemia.wordpress.com

No que eu puder te ajudar, com música, pode contar comigo!

Felicidades e um grande abraço!

Dylan W. disse...

Mariza Johnson e Benny Wolkoff. Meus pais. Fiquei muito feliz ao ver seus nomes nesse site tão interessante. Parabéns e obrigado.

chocalhodecascavel disse...

será que esta album "Nordestinados" esta disponivel em algum sitio da internet?

Vídeo de Zeca Zines no You Tube - Sensacional!