sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

Maracatus homenageiam Ednardo - Amanhã - 9/02/08



Repasso, abaixo, texto recebido de Calé Alencar:

Cortejo de maracatus para homenagear Ednardo

Estendendo o período de carnaval em Fortaleza até o Sábado de Aleluia, os maracatus Az De Ouro, Nação Fortaleza e Solar realizam cortejo neste sábado (9/fev), com a concentração tendo início a partir das 18 horas no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, de onde sairão os maracatus em desfile até o palco armado na Praia de Iracema para homenagear o cantor e compositor cearense Ednardo. O cortejo segue pela avenida Historiador Raimundo Girão e chega ao local do show para a coroação das rainhas, além da apresentação de loas e batuques pelos cantores Calé Alencar e Pingo de Fortaleza.
Ainda como forma de contrapartida ao prêmio recebido no Edital de Carnaval da Funcet, os maracatus Az de Ouro, Nação Fortaleza e Solar, que não puderam se apresentar na avenida Domingos Olimpio, devido ao acidente com as arquibancadas no domingo passado, estarão concentrados a partir das 18 horas na praça Almirante Saldanha, em preparação para o cortejo com todas as alas representativas, repertório de loas e o tradicional batuque que caracteriza a diversidade rítmica do maracatu cearense. Os grupos também esperam contar com a participação espontânea do público presente, convidado a participar do cortejo que seguirá até o show de Ednardo, um dos pioneiros na divulgação da musicalidade e da cadência do nosso maracatu.


Sobre os Maracatus

Maracatu Az de Ouro

Os maracatus desfilam com seu séquito trazendo a representação do cortejo real africano das coroações de Reis do Congo, acontecidas nas igrejas e organizadas pelas Irmandades de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, tanto no Ceará quanto em outros lugares do Brasil, ao tempo da colonização e até a década final do século IXX. Segundo relatos de historiadores, o Auto dos Reis do Congo era dançado nas ruas e praças de Fortaleza até a segunda década do século XX. Fundado em 1936, pelo compositor e tirador de loas Raimundo Alves Feitosa, o Maracatu Az de Ouro desfilou pela primeira vez no ano seguinte, a convite do Rei Momo Ponce de Leon, conquistando o público e sagrando-se campeão do carnaval daquele ano. Através do registro da voz e das composições de seu fundador, também conhecido como Raimundo Boca Aberta, o Maracatu Az de Ouro participou, em 1943, das gravações realizadas pelo musicólogo e pesquisador Luiz Heitor Correa de Azevedo, que seriam lançadas nos Estados Unidos, em 1997, como parte do CD Music of Ceara and Minas Gerais.
Vencedor de inúmeros troféus e campeonatos carnavalescos, o Maracatu Az de Ouro vem mantendo a tradição dos grupos afro-brasileiros em Fortaleza, sobretudo por sua destacada presença nos desfiles, mostrando a exuberância e a beleza da herança artística que une índios, brancos e negros em torno de uma manifestação cultural própria do povo cearense.

Contato: Marcos Gomes 9605.9288 / 3494.1888

Maracatu Nação Fortaleza

Idealizador do Maracatu Nação Fortaleza, Calé Alencar é autor de loas apresentadas pelos maracatus Az de Ouro, Nação Baobab e Vozes da África no desfile carnavalesco em fortaleza, além de lançar o disco Loas de Maracatu Cantigas de Liberdade, em julho de 2005. Autor do livro Origem e Evolução do Maracatu No Ceará, Calé Alencar é o idealizador do Maracatu Nação Fortaleza, grupo que vem se destacando no carnaval de rua desde o ano de 2005.
Fundado em 25 de março de 2004, como forma de marcar o Dia do Maracatu e os 120 anos da abolição da escravatura no Ceará, o Maracatu Nação Fortaleza tem como objetivo inserir crianças e adolescentes na cultura de maracatus, e assim trazer a participação efetiva de novas gerações dando continuidade ao trabalho dos antigos mestres. O Maracatu Nação Fortaleza iniciou suas atividades com um trabalho voltado para estabelecer critérios de qualidade e pesquisa na elaboração do vestuário e dos adereços de seus componentes, ensejando a investigação histórica e o caráter inovador de seus timbres e ritmos, tendo como prioridade a participação dos brincantes em todos os setores do folguedo, com a realização de oficinas contemplando diversas formas de habilidades e o manuseio de materiais na confecção de roupas e elementos para as apresentações do grupo.
Adotando como padrão as cores vermelho, amarelo, azul e branco, o Maracatu Nação Fortaleza incorpora, pela primeira vez na história, o nome da capital cearense a um grupo participante do desfile oficial do carnaval de rua.
Pretendendo imprimir uma marca original nas manifestações culturais de rua, o Maracatu Nação Fortaleza, além de sua participação efetiva no desfile tradicional do período carnavalesco, tem realizado apresentações na programação de eventos artísticos e culturais da cidade, criando oportunidade para a mostra do talento de crianças e jovens, aliados à experiência do grupo de brincantes adultos e exibindo seu cortejo em escolas, congressos, teatros, ruas, praças e centros culturais, contribuindo para a ampla divulgação do maracatu, evidenciando uma base com percussão e ritmo que preservam e ao mesmo tempo ampliam o batuque tradicional, acrescentando movimentos de expressão corporal, trabalhando matizes fortes para apresentação dos figurinos e inovando nos desenhos musicais dos tambores, de forma a apresentar um toque vigoroso e inovador, além de contar com a participação de adeptos das religiões afro-descendentes da capital cearense.
O Maracatu Nação Fortaleza foi a primeira agremiação, na história do carnaval cearense, a usar a ferramenta da Internet, disponibilizando um sítio com informações acerca de sua trajetória e da cultura de maracatus, bem como sobre a história e a atuação política e cultural dos mais representativos expoentes da raça negra no Ceará, no Brasil e na África, a partir de um valioso banco de textos e imagens também utilizado como fonte de pesquisa para trabalhos escolares, monografias e teses de cursos de formação superior.

Contato: Calé Alencar 8760.0045 / 3253.1317
www.batoque.com/fortaleza


Maracatu Solar

O Maracatu Solar foi criado em setembro de 2006 como um programa de formação e difusão cultural da Associação Cultural Solidariedade e Arte - Solar , instituição fundada em 2005 e presidida pelo cantor e compositor Pingo de Fortaleza, artista que vem dedicando uma parte de sua produção ao maracatu cearense, tendo lançado o Cd Maracatuará e um livro sobre a trajetória histórica do Maracatu Az de Ouro.
O Maracatu Solar tem como características principais seu figural baseado nos figurinos usados pelos maracatus cearenses até o início da década de 1960, predominantemente confeccionados nas texturas e motivos presentes nas religiões afro-brasileiras e na artesania cearense, além do batuque que mescla andamentos acelerados e dolentes, também como forma de reinserir nos desfiles os batuques utilizados pelos maracatus da capital cearense em meados do século passado.

Contato: Pingo de Fortaleza 9987.7321 / 3226.1189

Nenhum comentário:

Vídeo de Zeca Zines no You Tube - Sensacional!